Últimos assuntos
Buscar
 
 

Resultados por:
 


Rechercher Busca avançada


Boardwalk Empire. De cair o queixo! [Nova série]

Ir em baixo

Boardwalk Empire. De cair o queixo! [Nova série]

Mensagem  Falcão em Qua 29 Set - 18:38

As redatoras do Minha Série embarcaram na missão de conferir todas as séries estreantes desta temporada. Confira aqui o que a Letícia achou de Boardwalk Empire!


Boardwalk Empire
Estreia nos Estados Unidos:19 de setembro
Estreia no Brasil:17 de outubro na HBO (confira aqui o calendário de estreias no Brasil)
Episódio assistido: 1x01 “Boardwalk Empire”



Que tarefa difícil falar de Boardwalk Empire sem me deixar levar pela animação de ter encontrado uma série que reúne todos os elementos que fazem uma série ser além de boa, marcante: direção impecável, cenários e trilha sonora de cair o queixo, elenco afiadíssimo e trama interessante. Isso tudo com o lendário Martin Scorsese atrás das câmeras e Steve Buscemi na frente delas. Ou seja, promessa de grandeza e deslumbramento.

E foi isso mesmo que vi na telinha. Com um episódio piloto excelente, a HBO conseguiu a façanha de se redimir por Mad Men. Vamos refrescar sua memória: antes de se tornar a série mais aclamada pela crítica e papar todas as estatuetas possíveis nas mais diversas premiações, Mad Men foi recusada pela HBO, que não acreditava que a série criada por Matthew Weiner faria sucesso.

O que aconteceu depois disso todo mundo sabe: Mad Men se tornou uma das maiores séries da história da TV e a HBO teve que amargar não apenas o arrependimento por deixado esse peixe escapar mas também a chuva de críticas da mídia especializada. A emissora até tentou correr atrás do prejuízo e lançar uma nova série que pudesse causar o impacto da prata da casa, Os Sopranos, mas isso não aconteceu. É apenas agora, com Boardwalk Empire, que a emissora volta ao posto de soberana da TV.


Steve Buscemi melhor do que nunca!


Criada por Terence Winter, produtor executivo de Os Sopranos, e dirigida por Martin Scorsese (não precisamos nem apresentá-lo, certo?), a série retrata a era da Proibição nos Estados Unidos. Nos anos 1920, a venda álcool foi proibida no país e com isso os donos do poder eram o traficantes de bebidas.

Em meio à turbulência do período pós-guerra, com a ascensão do rádio, a luta das mulheres pelo direito ao voto e a ilegalidade do álcool, o epicentro da agitação da época era Atlantic City. É lá que vive o viúvo Enoch “Nucky” Thompson, interpretado com maestria por Steve Buscemi. Nucky é tudo o que há de ambíguo no mundo: se de um lado faz um discurso emocionante sobre a urgência do banimento de bebidas alcoólicas, pouco mais tarde oferece uma festa aos ricaços da cidade regada a todo o whisky que os convivas puderem beber. Não hesita em mandar assassinar um pai de família com dotes de crueldade, mas fica extremamente tocado com a difícil situação financeira da esposa do falecido, grávida, desempregado e vítima da violência do marido.

Vale lembrar que Nucky é um dos personagens fictícios da série. Em Boardwalk Empire diversos gângsters famosos entram em cena, como Arnold Rothstein (Michael Stuhlbarg) e Charles “Lucky” Luciano (Vincent Piazza) – além de uma pontinha de um gângster que poucos aqui ouviram falar, um zé-ninguém chamado Al Capone.

O capricho no retrato de uma época.


O cuidado da emissora em retratar fielmente os anos 1920 que não consegui passar cinco minutos sem comentários como “meu Deus, que cenário perfeito”, “olha só aquela placa!”, “até uma vitrola conseguiram!” (para a infelicidade de quem estava assistindo ao episódio comigo). O que pode ser um problema, pois com a quantidade de informação que nos foi apresentada neste primeiro episódio é bastante fácil perder algum detalhe importante distraindo-se com a caracterização dos personagens e os cenários deslumbrantes.

Esse é o único ponto negativo do episódio: muitos personagens são apresentados de uma só vez, centenas de nomes e acontecimentos são citados e acabamos perdendo um pouco da trama tentando relacionar quem é quem. Com isso, fica mais difícil criar um vínculo com os personagens, o que pode ser um problema bastante sério no futuro da série (afinal, grande parte de nossa obsessão por seriados vem da torcida por nossos personagens favoritos, encarando-os como se fossem pessoais reais e ativas em nossa vida. Infelizmente, não senti isso em relação a nenhum dos personagens de Boardwalk Empire).

Jimmy (Michael Pitt): "ninguém pode ser meio gângster."


Disso decorre um segundo problema no episódio de estreia: o ritmo da narrativa é lento e parece que os 70 minutos viraram duas horas. Claro, é uma questão de estilo, e provavelmente foi proposital, servindo para nos dar tantos detalhes sobre a época e os personagens quanto possível. Espero de todo coração que isso mude nos próximos episódios, agora que já conhecemos boa parte do elenco e entendemos o quanto é caótica a situação dos Estados Unidos no início do século passado.

Vale lembrar que a série já foi renovada – e isso com a exibição de apenas dois episódios!


Pontos negativos: como já falei ali em cima, a narrativa se arrasta em alguns momentos. Além disso, fomos bombardeados com informações logo no primeiro episódio, que poderiam ter sido apresentadas de maneira mais sutil ao longo dos próximos episódios.

Pontos positivos: se você não se convence a dar uma chance à Boardwalk Empire depois de assistir à abertura da série, eu honestamente não sei o que você está fazendo com sua vida. No mais, vamos recapitular: elenco, direção, retrato da época e trama excelentes.

Indicado para... quem tem uma queda por dramas de época e por histórias baseadas em fatos reais. Quem eu estou querendo enganar? Indico para todos que gostam de séries boas!

fonte minha serie.
avatar
Falcão
Admin

Mensagens : 181
Data de inscrição : 05/09/2010
Idade : 25
Localização : Recife,Pe

Ver perfil do usuário http://leverageteam.directorioforuns.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum